Giro de Notícias

Definição de idoso está velha!

0Shares

Por Airton Gontow

 

O que é significa ser um “coroa”? O que abrange termos como “Terceira Idade” e “Melhor Idade”? O fato é que os conceitos relativos às faixas etárias estão, literalmente, velhos.

O perfil das pessoas mais velhas mudou muito. Minhas avós aos 50 anos passavam boas horas do dia em uma cadeira de balanço, fazendo tricô. Hoje, aos 50, minha esposa acaba de trocar de emprego, para encarar novos desafios. De uma maneira geral, uma pessoa de 70 anos hoje tem mais saúde que uma pessoa de 50 na década de 80. As pessoas vivem mais e melhor.  Vários profissionais da medicina destacam que há três ou quatro décadas o estado de saúde e disposição mental de pacientes de 50 anos era o mesmo que das pessoas de 70 de agora.

Nos primeiras décadas do século 20, cinquentões e cinquentonas pertenciam à categoria dos idosos. Isso porque a expectativa de vida mundial girava em torno dos 40 anos.  Com o envelhecimento da população e o número crescente de homens e mulheres que se mantêm ativos e sadios apesar da idade, muitos especialistas reformularam as definições sobre a Terceira Idade. Pelos padrões atuais, quem tem 50 anos é uma pessoa de meia idade.  Quanto aos idosos, esses especialistas dizem que há “idosos jovens” (entre 60 e 69 anos, no caso dos países em desenvolvimento, e entre 65 e 74 anos, no caso dos países desenvolvidos), os “idosos velhos” e os “idosos muito velhos”.  Atualmente, os  – “idosos jovens” – trabalham, viajam, suam na academia de ginástica, vão a festas e até namoram!  Mais um detalhe: a aposentadoria já não significa o final da vida produtiva.  Atualmente é comum  que executivos aposentados continuem nas empresas como consultores ou interinos.  Para se ter uma ideia, o número de executivos com mais de 60 anos que buscam a DBM, consultoria especializada em planejamento de carreiras, sextuplicou desde 2000.

O objetivo da procura por esse tipo de orientação também mudou. Há uma década, a discussão que se tinha com os executivos na faixa de 50 a 60 anos nas empresas era sobre “o que fazer com a vida sem trabalho?” Agora, consultorias ajudam os executivos a escolher em que área eles vão começar sua segunda carreira.

 

Airton Gontow é jornalista e cronista. É diretor do site de relacionamento Coroa Metade (www.coroametade.com.br) voltado para pessoas a partir dos 40 anos. Idealizou e criou o Coroa Metade, há menos de dois anos, aos 50 anos de vida.  

Últimos posts por Redacao (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *