Giro de Notícias

Eduardo Kobra faz em Minneapolis o mural Bob Dylan, sua maior obra no Exterior

0Shares

Kobra e equipe começam a pintar o mural na última quarta-feira, em uma parede de 1.400 metros, em Minneapolis, no estado de Minnesota, nos Estados Unidos. O mural estará pronto no dia 7 de setembro.

 

Mural em execução em uma área nobre de Minneapolis
Mural em execução em uma área nobre de Minneapolis

O muralista brasileiro Eduardo Kobra produz sua maior obra no Exterior. Desde o dia 26 de agosto, ele faz em Minneapolis, no estado de Minnesota, Estados Unidos, um gigantesco mural do cantor e compositor norte-americano Bob Dylan, em uma parede de 50 metros de largura por 28 metro de altura de um prédio Art Deco, na esquina da Henneping com a S. 5th Street, no Centro da cidade. Kobra chegou aos EUA, acompanhado pelos artistas Agnaldo Brito, Silvio Cesar e Marcos Rafael, todos do Studio Kobra. No trabalho conta também com a colaboração de dois assistentes norte-americanos.

“Mostraremos no mural três diferentes fases da trajetória de Dylan, inspirados pelo título de uma de suas mais importantes canções, ‘The Times They Are a-Changin’. Será um painel permanente, o maior que já fizemos fora do Brasil”, diz Kobra. De acordo com o artista brasileiro, a previsão é que o trabalho esteja concluído até o dia 7 de setembro.

Bob Dylan (Robert Allen Zimmerman) nasceu em Duluth, no dia 24 de maio de 1941. Ele chegou a viver em Minneapolis, mas cresceu na cidade de Hibbing. As três cidades – Duluth, Hibbing e Minneapolis – ficam no estado de Minnesota.

Kobra foi convidado pela Goldman Sach, proprietária do prédio e de vários outros da região, dentro de um processo de revitalização do centro da cidade: “Queremos que Minneapolis seja uma cidade 24 horas. E a arte e a cultura em geral devem ser parte de cada passo que você der na região”, disse Joan Vorderbruggen, coordenadora artística do distrito. O mural de Eduardo Kobra sobre Bob Dylan inaugura o projeto.

Segundo Vorderbruggen, outros artistas, de Minneapolis e de outras cidades, dos EUA e do Exterior, serão chamados para o projeto de revitalização, com exposições, shows e diversas intervenções artísticas.  Kobra é o único grafiteiro convidado.

Dois artistas de Minnesota participam da equipe de Kobra no projeto. Uma delas é Erin Sayer, que comemora a participação do brasileiro.  “Ele tem muito para acrescentar. Tratará beleza e um novo olhar para a nossa região central”, afirma. O outro artista de Minessota é Yuya Negishi, nascido no Japão, que vê o projeto “como uma oportunidade para celebrar os artistas de renome mundial e, ao mesmo tempo, incentivar os artistas da região”.

O artista brasileiro destaca a importância do mural: “Estamos realizando esta obra no lugar mais importante da cidade, em meio edifícios modernos, em um mural de 1.400 metros quadrados, o maior, como já disse, que já fiz no Exterior. Além disso, ficará de forma permanente. Com tantos artistas talentosos que existem aqui no Estados Unidos, fui o convidado para inaugurar este projeto maravilhoso de revitalização”, afirma.

O trabalho avança rapidamente. Na imagem, o mural na última sexta-feira
O trabalho avança rapidamente. Na imagem, o mural na última sexta-feira

Recentemente Eduardo Kobra chamou a atenção de todo o País com o projeto “São Paulo: uma realidade aumentada”, com dez intervenções – uma por dia, em diferentes regiões da cidade, como Cracolândia, Paraisópolis e Capão Redondo – que destacaram principalmente questões sociais da maior cidade do País.

Eduardo Kobra já realizou murais nos seguintes países: Inglaterra, França, Grécia, Rússia, Estados Unidos, México, Suécia, Polônia Japão, Emirados Árabes e Taiti.

Após Minneapolis, ele volta para o Brasil. Depois, segue para pinturas no Haiti, na Rússia, e, novamente, nos Estados Unidos.

 

       

Últimos posts por Redacao (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *