Giro de Notícias

Longevidade é mais definida pelo modo de vida que pela genética

0Shares

De acordo com o geriatra Robert Butler, diretor do International Longevity Center, em Nova York, a genética determina apenas 25% do tempo de vida de um ser humano. Os outros 75% dependem basicamente do ambiente em que se vive, como a pessoa se cuida e como encara os acontecimentos da vida. Ou seja: o amor pela vida importa sim!  Diz o geriatra: “é fundamental ter interesse em viver, não parar de sonhar, fazer planos, preservar os amigos, fazer novas amizades e usufruir da vida”, afirma o geriatra;

Últimos posts por Redacao (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *