Giro de Notícias

O verão chegou! E agora?

0Shares

Por Lucio Martins

É quase impossível não associar o verão à praia, sol e corpos malhados. Por isso, nesta época surge a promessa de começar um programa de exercícios para cuidar da saúde, melhorar a forma física e queimar aquelas gordurinhas que tanto incomodam.

Com a chegada do calor, cresce muito a procura por academias e, também, por fórmulas milagrosas para em pouco tempo mudar o corpo e fazer sucesso na praia…

É necessário ter muito cuidado! O corpo precisa passar por processos adaptativos para que não sofra lesões provenientes do exagero nos exercícios!!!

No ímpeto de provocar mudanças como baixar percentual de gordura e deixar os músculos mais torneados, podemos cometer erros, como acreditar que quanto mais exercício melhor ou, o que é ainda pior, achar que se os músculos não ficarem doloridos no dia seguinte o exercício não foi eficiente. Em ambos os casos, Ledo engano!

O exercício para ser um fator modificador precisa ter uma relação entre Volume e Intensidade que possa estimular músculos e o Sistema cardiorrespiratório através de uma sobrecarga que é inerente à atividade física. A sobrecarga não pode exceder a capacidade fisiológica do organismo de se recuperar. Quando isso ocorre, teremos, invariavelmente, o surgimento de patologias que acometem o Sistema músculo-esquelético, como tendinopatias e lesões musculares.

Os erros de treinamento, porém, são os maiores responsáveis, em cerca de 60% dos casos, pelas lesões esportivas. Esses erros geralmente são causados por quantidade inadequada de treino (muita intensidade), técnica inadequada de execução e avaliação inadequada das capacidades e/ou necessidades da pessoa.
Uma pequena dorzinha muscular é normal mas, fique atento a situações como cansaço extremo e dor nas articulações durante ou após os exercícios. O corpo pode estar dando sinais de você está exagerando.
Veja aqui algumas dicas para quem está começando um programa de exercícios.

1. Procure seu médico.
Ele irá avaliar o seu estado de saúde atual e traçar metas mais adequadas para sua condição;
2. Aqueça antes do exercício
Comece sempre qualquer atividade com um bom aquecimento preparando seu corpo para os desafios;
3. Estratégia nutricional
Não descuide da alimentação e nem da hidratação. Assim os resultados poderão vir mais rapidamente e de maneira mais saudável;
4. Evite exageros
Se estiver cansado, descanse ou opte por uma atividade mais suave. Não vale à pena treinar sempre no limite. A recuperação após o exercício é para fundamental do treino;
5. Tenha paciência
Aprenda a respeitar seus limites. Às vezes você pode se sentir tentado(a) a aumentar rapidamente os pesos ou a correr bem mais rápido. É bom não arriscar. Se você tentar isso muito cedo, sem ter uma boa base, que só surge com o tempo, poderá se machucar

6. Faça a coisa certa
Um profissional de atividade física irá elaborar um programa baseado na lógica do treinamento, aumentando as chances de sucesso e diminuindo riscos de lesões.
Lucio Martins é coordenador técnico do Departamento de Reabilitação do Instituto Vita. É preparador físico e especialista em Fisiologia do Exercício. Realiza pesquisas na área de reabilitação avançada e Prevenção de lesões do joelho e tornozelo.

Últimos posts por Redacao (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *